Teus cachos, meu ninho

 

Autor: Rodrigo Sousa

 


Tu, que acendeste uma chama,

nesta alma insana

e que agora se encontra em paz.

Quero criar em teus cachos meu ninho.

Saber que não estou mais sozinho

e que hoje sou o seu rapaz.

Me deste a luz do seu mundo,

mostraste que tudo é profundo

e o quanto que sou capaz.

Resta a esta pobre alma,

que agora se deita com calma

e em tudo se satisfaz,

sentir sem medo o destino.

Sorrir, como se fosse um menino

que é sempre feliz no que faz.

Histórico:

 

 

RS