Soneto sem título


 

Como há muito tempo não fazia, poetizo

faço os meus pensamentos simples versos

modifico o tempo e o espaço dos verbos

sinto saudade ao lembrar do teu riso


 

Do que era incerto me fez retornar,

das noites sós, mesmo que acompanhado

me trouxe o rubor do erro caminhado

me fez ser verdadeiro comum olhar.


 

Ensinando p'ra mim que intensidade

não tem que rimar com efemeridade

mas sempre é par de um lindo sentimento


 

Beleza e qualidades sem medidas

quero a verdade para as nossas vidas

te fazer feliz é o meu juramento.


 

11/05

Histórico:

 

Depois de uma pausa na escrita, a pena reencontra seu amigo papel.

 

RS